xícara - cup - taza - Кубак - vaso - coppa - kopp - الكأس - tasse - beker - fincan - גלעזל - κύπελλο - pehar kupillinen - cawan - kop - koppie - kikombe - chávena



segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

A vida é como uma xícara de chá

Esta é uma conhecida anedota da tradição judaica. Pensem sobre seu conteúdo ...
Um famoso rebe estava à morte. À sua volta, na sala contígua e do lado de fora da casa, centenas de discípulos se amontoavam para ouvir a última mensagem do santo homem. Seu mais dileto discípulo tomou coragem e sussurrou ao agonizante mestre: Rebe, não nos deixe sem uma última palavra de sabedoria; estamos todos esperando por uma palavra sua.
Por alguns instantes não houve qualquer reação, e muitos começaram a chorar, temendo que seu venerado líder já não mais estivesse com eles. Porém, de repente, seus lábios começaram a mover-se dizendo algo em voz muito baixa. Seu discípulo aproximou o ouvido da boca do rebe e ouviu suas últimas palavras: A vida, sussurrou com grande dificuldade, é como uma xícara de chá.
Os demais presentes em torno do rebe ouviram do discípulo suas sábias palavras e um alvoroço tomou conta do ambiente. O rebe disse que a vida é como uma xícara de chá, diziam uns aos outros. Rapidamente a afirmação passou para a ante-sala e de lá até as ruas onde todos, com grande entusiasmo, diziam uns aos outros: O rebe disse que a vida é como uma xícara de cha. A perplexidade com tal revelação mística foi tomando conta de todos, até que alguém perguntou: Mas por que mesmo que a vida é como uma xícara de chá?
Pouco a pouco, todos se perguntavam a mesma coisa. E no caminho inverso, a pergunta passou da rua à ante-sala e de lá até o quarto onde o velho rabino estava em seus últimos extertores. Novamente o discípulo mais próximo tomou coragem e perguntou: Venerável rebe, imploramos que nos diga por que a vida é como uma xícara de chá.Com a última centelha de vida que ainda lhe restava, o rebe deu com os ombros e sussurrou:
Tudo bem, então a vida não é como uma xícara de chá.

Ainda não se conhecem, cientificamente, os efeitos terapêuticos da repetição de palavras com significados irrelevantes e a sua repetição não os faz mais compreensíveis, mas isto pouco importa. O chiste contido na anedora revela aos mais atentos que tanto faz o sentido do que está sendo dito; interessa apenas dizer. Interessa a palavra em si e os enigmas que evoca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário